5 Passos para a Excelência

Com base nos estudos do Center For Positive Organizational Scholarship, podemos identificar cinco passos para conduzir times à excelência:

 

Passo 1 - Apreciar e valorizar: Times extraordinários são capazes de atuar de uma forma que traz à tona o que cada um de seus membros tem de melhor. Como chegar a isso? Você pode começar ajudando a equipe a estabelecer propósitos que as pessoas possam valorizar. Ninguém vai dar o melhor de si sem saber exatamente para que está fazendo isso. Também é importante:

 

  • Identificar as forças de cada um e distribuir funções e responsabilidades de acordo com as forças individuais. As pessoas se sentem valorizadas quando têm a oportunidade de usar seus talentos.
     
  • Equilibrar o individual e o coletivo. Desenvolver espírito de equipe não significa suprimir características individuais. Cada membro do time deve ter espaço para se destacar e inspirar os outros a ir além de seu aparente potencial.
     
  • Aceitar as diferenças de valores e de opiniões. Essa é a norma para que o time seja capaz de crescer e de se renovar.
     

Passo 2 - Explicar o sucesso: Um time extraordinário não apenas produz resultados notáveis, mas também sabe como reproduzir essa “mágica''. É isso que dá consistência à equipe - e também à performance da empresa. Explicar o sucesso significa entender o que foi feito e como foi feito para poder reproduzir - e também aumentar - resultados. Para isso é necessário:

 

  • Documentar processos e procedimentos.
  • Analisá-los criticamente.
  • Ficar atento às oportunidades de melhorá-los.
  • E, a partir disso, desenvolver padrões e indicadores de qualidade.
     

Passo 3 - Criar sustentabilidade: Um time extraordinário se desenvolve continuamente porque é capaz de renovar seus conhecimentos, habilidades, energia e motivação. Do contrário, a equipe corre o risco de exaurir-se até o ponto da estagnação. A energia para sustentar o time vem...

 

  • Do aprendizado constante
  • Do reconhecimento e das recompensas por seu desempenho
  • Dos objetivos compartilhados
  • Do clima positivo
     

Passo 4 - Desenhar um destino: Um time extraordinário é capaz de desenhar um destino que estimula e entusiasma. Essa visão de futuro a qual todos querem pertencer encoraja a proatividade, a união, a capacidade de superação e a busca por resultados. Como líder, você desempenha um papel crucial para que seu time desenhe um destino. Você faz isso:
 

  • Criando e partilhando uma visão entusiasmaste.
  • Deixando claro o modo como todos fazem parte dessa visão.
  • Ancorando a visão em oportunidades de desenvolvimento e crescimento - para o time e para cada um de seus membros.
     

Passo 5 - Aumentar a energia positiva: Que importância você dá à energia positiva no ambiente de trabalho? Estudos do Center For Positive Organizational Scholarship, que aplica os conceitos da psicologia positiva no mundo corporativo, constataram que o principal indicador de alta performance é a proporção entre afirmações negativas e positivas feitas pelos membros do time. Uma pesquisa feita com 60 equipes revelou que:
 

  • Nos times de baixo rendimento, é feita uma afirmação positiva a cada quatro negativas.
  • Nos times de rendimento médio, é feita uma afirmação positiva para cada afirmação negativa.
  • Nos times extraordinários, é feita uma afirmação negativa para cada três positivas.


A conclusão do Center For Positive Organizational Scholarship é que os times extraordinários buscam conscientemente:

 

  • Criar uma comunicação aberta
  • Reconhecer e usar positivamente a diversidade
  • Encorajar uma postura proativa diante dos riscos
  • Partilhar e celebrar o sucesso
  • Perseguir desafios que acelerem a evolução
     

Essas ações geram emoções positivas que, por sua vez, influenciam a forma e o modo como interagimos, aprendemos, criamos e produzimos. A importância das emoções positivas foi confirmada por inúmeros estudos, entre os quais um que foi realizado por neurocientistas da Universidade da Califórnia.

 

Durante esse experimento, pessoas que viam imagens de rostos expressando raiva ou medo mostravam intensa atividade numa área do cérebro chamada amígdala. A amígdala atua como uma espécie de “alarme'' que aciona uma série de respostas biológicas para proteger o organismo.

 

Algumas dessas respostas podem ser, por exemplo, a agressividade e o stress. O mais impressionante é que a ativação da amídala ocorreu até mesmo quando as imagens foram mostradas tão rápido que as pessoas mal conseguiam prestar atenção no que estavam vendo. Imagine, agora, as implicações dessa descoberta. Uma expressão de raiva, ainda que dure um único segundo, já está contribuindo para estressar alguém. Pense nisso.

Você tem consciência da energia que transmite?

 

 

Instagram

Facebook

© Copyright 2018 I Todos os direitos reservados.